Lego são pequenos bloquinhos de encaixar que encantam crianças e adultos de diferentes gerações e origens. O nome da marca deriva da expressão “leg godt”, que significa “brincar bem” ou ainda “eu monto”, do latim.

UM POUCO DA HISTÓRIA DO LEGO

A história da marca começou nos anos 30, quando o carpinteiro dinamarquês Ole Kirk Kristiansen começou a produzir brinquedos que unissem características dos quebra-cabeças e dos brinquedos clássicos. Sua primeira invenção foram pequenos tijolinhos de madeira que se encaixavam e que, após alguns anos, ganhariam o nome de Lego.

Mais tarde, após conhecer os tijolinhos de plástico da Kiddicraft Self-Locking Building Brick, fabricados e patenteados pelo Reino Unido, Ole Kirk começou a analisar o brinquedo concorrente. Em 1949, largou a madeira, investiu em máquinas importadas e criou os Automatic Binding Bricks, os pais das pecinhas de Lego atuais.

A última reformulação significativa das peças do Lego aconteceu no início da década de 50, tornando-as universais. A prova é que se você pegar uma peça de Lego lançada em 1953 e outra que acabou de sair da loja, elas vão se encaixar perfeitamente.

O Grupo Lego conta hoje com mais de 10 mil funcionários e presença em quase 150 países. A base dos brinquedos é composta de peças de encaixar que permitem estimular a criatividade e características educativas, se tornando referência em centenas de institutos educacionais ao redor do mundo.

LEGO COMO OBRA DE ARTE

O Lego permite diversas possibilidades de juntar e encaixar peças seguindo um processo paciente de montagem e essa foi a analogia utilizada pela empresa Brasilprev para patrocinar a exposição The Art of The Brick, do artista norte-americano Nathan Sawaya.

A apresentação, que utiliza pequenas peças e as transforma em grandes obras, se aproxima do que a Brasilprev prega como sua motivação: ajudar no acúmulo de recursos ao longo dos anos para que as pessoas realizem grandes projetos no futuro. Além da identificação, a empresa tem a premissa de incentivar produtos culturais, especialmente para o público infantil e familiar.

A maior parte do patrocínio da Brasilprev foi feito por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, que tem chancela do Ministério da Cultura, o que significa que não tem nenhum envolvimento da Lego, porém serve como uma ótima publicidade à empresa.

A EXPOSIÇÃO

The Art of The Brick, ou A arte da montagem, em português, mostra como milhares de pequenas peças coloridas foram transformadas em releituras de obras de arte clássicas, como as esculturas “O pensador” e “Vênus de Milo” e os quadros “O Grito” e “O Beijo”.

Nathan Sawaya, o artista responsável pela exposição, é advogado e começou a trabalhar com as peças de brinquedo para aliviar o stress da profissão. Ele construiu esculturas de todos os tipos e já expôs nas principais galerias do mundo, como a Time Warner Centre, em Nova York, o Art and Culture Centre, em Hollywood, e a Spot Gallery, em Paris.

A exposição itinerante roda o mundo desde 2007, já tendo visitado mais de 80 museus e tendo sido vista por mais de 10 milhões de visitantes. No Brasil, ela passará por São Paulo, de agosto a outubro, e Rio de Janeiro, de novembro a janeiro.

Fonte: Meio Mensagem