Chegou 2014. Ano da Copa do Mundo no Brasil, eleições presidenciais e claro, muito avanço tecnológico. E por falar em tecnologia, quem está online hoje em dia, está nas redes sociais. As mesmas por sinal têm mudado muito com os adventos do mundo on.

É por isso que não podemos deixar de falar das tendências para este ano e do que realmente ficou pra trás, como o finado Orkut, por exemplo.

Com a expansão dos usuários de smartphones, conceitos de nossa maneira de interagir na internet estão mudando: social, local, mobile.

A comunicação é móvel e está em todo lugar

Redes Sociais novas

A combinação de conteúdo “Social, Local, Mobile”, que não é novidade para muitos, está fortalecida e mais do que nunca, o mundo não existe mais sem isso. É através de dispositivos móveis que as pessoas compartilham, criticam, influenciam e são influenciadas.

Estatísticas apontam que em 2014, haverá mais celulares que pessoas no mundo. Isso mesmo! O número é algo em torno de 7,3 bilhões de unidades. E por falar nisso, no segundo trimestre de 2013, houve um momento histórico: smartphones venderam mais do que celulares comuns.

Se tratando de tablets, a venda vai mais que dobrar entre 2012 e 2014, pulando de 120 milhões para 263 milhões, de acordo com a consultoria Gartner. Mais do que nunca, conectividade e mobilidade são palavras de ordem.

O e-commerce, por exemplo, estará mais focado em dispositivos móveis, já que as pessoas querem consumo local, sob medida e em tempo real, para satisfazer uma necessidade imediata e específica. Para isso, recursos de geolocalização, especialmente em aplicativos, serão cada vez mais demandados.

Mais publicidade no Twitter

Sim. O Twitter estará ainda mais forte, impulsionado pela sua entrada em bolsa. O uso de hashtags em programas de televisão promete ser uma alavanca para anunciantes. Milhões de usuários em todo o mundo irão consumir pela primeira vez anúncios na plataforma, Twitter Ads.

Redes Sociais novas

 

Morrem os comunicados oficiais

Com as redes sociais o recall entrou em crise. Em 2014, a linguagem rebuscada dos comunicados oficiais deve dar lugar a formatos mais “sociais” como vídeos, posts ou infográficos.

O bom e querido Facebook

É através dele que as empresas apostarão na humanização de suas marcas. Isso porque, lá conteúdos podem ser compartilhados em massa e assim, agregar valores embutidos nos mesmos.

Esse relacionamento com o cliente de aproximação é uma das principais tendências das mídias sociais para os próximos anos. Os clientes pedem mais que o produto, mas a mensagem que o mesmo transmite. E na web, todo mundo está de olho nessa perspectiva.

Abra os olhos da sua empresa também e não fique pra trás. Se conecte com o mundo e destaque-se.